terça-feira, 10 de novembro de 2009

Manifestação na Uniban repudia violência contra Geisy Arruda


Nesta segunda feira, 09/11, nós do grupo de mulheres Pão e Rosas estivemos presentes no ato em frente à Uniban, convocado para manifestar repúdio à violência sofrida pela estudante Geisy Arruda no último dia 22, quando foi humilhada e ameaçada de estupro por estudantes da própria universidade. Estiveram presentes diversas organizações como Marcha Mundial de Mulheres, PSTU, UNE, entre outras.

Sob um clima tenso, enquanto uma parte dos estudantes se pronunciava gritando contra Geisy Arruda, nós manifestantes mantivemos o protesto contra a violência machista que se expressou de forma tão brutal nos corredores da Uniban.
Entre as entidades que se pronunciaram no ato, Mara Onijá falou em nome do Pão e Rosas ressaltando que não podemos nos contentar com a revogação da expulsão de Geisy.. “A expulsão foi revogada, mas como Geisy e outras alunas poderão estudar sabendo que os culpados seguem tranqüilamente dentro da Uniban?”, questionou Mara, chamando ainda os estudantes a se voltarem contra a diretoria da Uniban que legitimou a violência contra a estudante, enquanto segue lucrando rios de dinheiro com as mensalidades que todo estudante é obrigado a pagar.

Seguimos gritando pela expulsão dos culpados e chamamos as estudantes, trabalhadoras e professoras da Uniban que não abaixem a cabeça frente ao machismo e a violência contra a mulher que imperam mesmo dentro da universidade.

Por uma comissão de mulheres para investigar e punir os culpados!
Pela punição e destituição da direção da Uniban que se revelou extremamente autoritária e machista!
Pelo fim do vestibular e estatização das universidades privadas!

Um comentário:

dulcefarniente disse...

Muito boa a iniciativa!
Deixar esse assunto passar despercebido é o mesmo que colocar na mulher a culpa de um estupro!

Isso não pode passar em branco!

Parabéns.